Era 5G: o futuro dos negócios com a nova tecnologia

Mesmo com a tecnologia 4G ainda se firmando no Brasil, já ouvimos falar e muito sobre o 5G. Os primeiros testes com a nova tecnologia já acontecem nos Estados Unidos, Coréia do Sul e alguns países da Europa, mas no Brasil o leilão do espectro 5G foi adiado para o segundo semestre de 2020. A previsão, é que a tecnologia comece a ser explorada comercialmente no país, a partir de 2022. 

Para quem pensa que o 5G vem apenas para melhorar a velocidade das conexões acertou, mas não é só isso. O termo Internet das Coisas se popularizou faz muito tempo e cada vez mais a conectividade definirá as ações humanas, facilitado pela chegada do 5G. 

Faz alguns anos que vemos testes em carros autônomos, cirurgias guiadas à distância, transição de dados e uso de softwares na nuvem, e muito mais. Tudo isso, graças à internet, a evolução da velocidade de conexão e análise de dados. 

Com o 5G, será possível continuar desenvolvendo todos esse processos, a partir do aumento da velocidade de dados, assim como a possibilidade de conectar diversos dispositivos, com alta estabilidade de conexão. 

Neste post, vamos te explicar como funciona a nova tecnologia e os impactos dela nos negócios. Acompanhe! 

O que é o 5G? 

O 5G nada mais é que o nome dado para a quinta geração de internet móvel. Naturalmente, a nova tecnologia pode parecer apenas a evolução do 4G, que ainda está em trabalho de implantação pelo mundo. Mas, o 5G será o principal ponto de transformação dos meios de comunicação, permitindo a conectividade de múltiplos dispositivos, com elevadas taxas de troca de dados. 

Para entender um pouco sobre a evolução da internet ao longo do tempo, confira o processo desde os anos 1970 até hoje: 

  • Nos anos 1970, a tecnologia 1G foi criada para transmitir voz, totalmente analógica e sem nenhuma criptografia; 
  • No 2G, já era possível fazer a transmissão por meio de criptografia e foi quando conseguíamos enviar mensagens de texto e e-mails, sem o uso de um computador;
  • Com a chegada do 3G, aconteceu a revolução do acesso de dados por meio de dispositivos móveis, permitindo o envio de vídeos e imagens via  mensagens, assim como o acesso aos serviços de streaming;
  • No 4G, foi ampliada a velocidade de transmissão, para o maior volume de dados consumido pelo streaming, jogos, aplicativos e uso do GPS, por exemplo. 

Vantagens do 5G

Os principais benefícios com a chegada do 5G são o aumento da velocidade, que passa de 45 Mbps no 4G para 1 Gbps. Além disso, o tempo de latência, que é o tempo de resposta da informação ao receptor, será 100x mais rápida. 

A tecnologia também permitirá que um grande número de pessoas e dispositivos fiquem conectados com mais estabilidade, sem gargalos e interrupções. Ao mesmo tempo, as cidades pequenas e áreas rurais poderão adotar a tecnologia com mais facilidade. Por fim, o 5G vai exigir um menor consumo das baterias dos celulares. 

Quando empresas e consumidores terão o 5G disponível?

De acordo com um relatório de uma das multinacionais mais famosas de telecomunicações, a Sony Ericsson, apenas 15% da população mundial terá à disposição o 5G em 2022. Ainda segundo o estudo, a previsão é que na América do Norte, 25% das assinaturas de internet sejam 5G, e na Ásia serão 10% dos usuários, em 2022. 

Na Europa, a Inglaterra já trabalha com reformas para aumentar a capacidade de suas redes móveis em 4G, com preparação para as redes de 5G. Na Suécia, a Scania já tem uma rede dedicada de 5G em sua sede. Ela é usada para testes de ônibus controlados remotamente. Além disso, no Japão, os testes já acontecem há algum tempo, na capital e áreas rurais e a previsão de lançamento para os consumidores da tecnologia, seja ainda este ano. 

Já no Brasil, o trabalho ainda é focado na expansão do 4G, que é presente em apenas 55% do território. Mas, a previsão é que o 5G comece a ser comercializado em 2022.

O que muda para os negócios com a chegada do 5G?

Se falando no mercado brasileiro e como a tecnologia 5G vai impactar consumidores e empresas, o governo publicou um estudo sobre o assunto. Ele foi feito em parceria com o BNDES e o CNPq e é chamado de Plano Nacional de Internet das Coisas. 

Neste estudo, é previsto um maior impacto em quatro áreas, que são: saúde, indústria, agronegócio e cidades inteligentes. Abaixo, exemplificamos como o 5G pode ser usado em alguns segmentos:

  • Logística: entregas por meio de veículos autônomos ou mesmo drones;
  • Telefonia: com o 5G, as chamadas de vídeos serão muito mais estáveis, permitindo videoconferências mais profissionais. Além disso, o trabalho remoto que já se torna comum no país, tende a ser cada vez mais usual pelas empresas; 
  • SaaS: cada vez mais negócios adotarão softwares de gestão e controle na nuvem; 
  • Agro: controle da produção por meio de drones, monitoramento do gado através de inteligência artificial e melhora na produção de grãos por meio de análise de dados, por exemplo;
  • Saúde: equipes médicas poderão fazer cirurgias à distância, além de monitorar os pacientes remotamente, trazendo maior personalização do atendimento, por exemplo;
  • Indústria: a robótica industrial será ainda mais automatizada, por meio da inteligência artificial e análise de dados em tempo real. As fábricas ainda vão expandir o uso de robôs e realidade virtual por meio de uma conexão mais rápida e armazenamento de dados na nuvem; 
  • Marketing: mudança de foco no mobile advertising, com conteúdos em realidade aumentada e virtual, maior uso de vídeos, lives e clipes interativos devido à qualidade da conexão 5G. Além disso, será possível analisar muito mais dados dos negócios dos clientes, o que facilitará muito mais a criação de campanhas e engajamento com seu público.; 
  • Educação: análise de dados dos alunos, para diagnosticar deficiência, além da criação de treinamentos personalizados, conforme a necessidade de estudantes e empregadores. Além disso, o fortalecimento de recursos multimídias nas aulas, impulsionamento do ensino à distância, assim como aulas com criação de objetos 3D e uso da realidade aumentada. 

As empresas no Brasil tem um bom prazo para se planejar e estudar como usar toda a tecnologia do 5G a seu favor. São várias as possibilidades, interligadas à Internet das Coisas e a experiência do usuário, que podem ser criadas. Além disso, novas soluções podem surgir para a melhoria da qualidade de vida, meio ambiente, saúde e educação, por exemplo. 

Esperamos ter ajudado você e entender mais sobre o 5G e como a tecnologia pode impactar os negócios no Brasil e exterior.

2020-04-02T14:51:57-03:00 2 - abril - 20|Sem categoria|
WhatsApp chat