Você sabia que Os Jetsons anteciparam a videochamada usada em massa hoje por causa do coronavírus?

Você se lembra do desenho Os Jetsons? A animação produzida pelos estúdios Hanna-Barbera ainda mexe com as emoções de muita gente por trazer à tona recordações da infância.

O ritual de sentar em frente à TV com hora marcada para ver o desenho era tão comum quanto zapear pela Netflix hoje. 

Os Jetsons mexeram com o imaginário de crianças – e até de seus pais – com George, Jane, Judy, Elroy, Rosie e Astro como personagens principais.

A animação “lançou” várias tecnologias de ponta ainda nos anos 1960 quando foi ao ar pela primeira vez nos EUA.  No Brasil também fez muito sucesso, em especial nos anos 80.

As tecnologias de ponta em Os Jetsons

Se hoje os carros ainda rodam em terra firme, em Os Jetsons eles voavam. Esta é apenas uma das várias tecnologias que aparecem no desenho que se passa na cidade de Orbit City em 2062, ou seja, 100 anos no futuro já que a animação foi criada em 1962.

A própria Orbit City se trata de um grande avanço por ser uma cidade suspensa.

Transporte de tubo a vácuo, máquinas para auto higiene, esteiras flutuantes, viagens a lua feitas por pessoas comuns são outras das tecnologias presentes em Os Jetsons que ainda não se tornaram realidade neste século 21.

As videochamadas em Os Jetsons

Videoconferência sendo mostrada no desenho Os Jetsons (Foto:Reprodução/YouTube)
Reprodução/YouTube



Se boa parte das tecnologias presentes no desenho ainda estão distantes da nossa realidade, a videochamada já faz parte dela há anos. E com a pandemia do coronavírus, a chamada de vídeo se disseminou, sendo usada em massa.   

Desde o momento que precisamos ficar isolados para não contribuir para espalhar o Covid-19, as relações humanas mudaram. Muitas pessoas optaram por não ver a família enquanto a pandemia não estiver sob controle. A saída, então, foi fazer uso das tecnologias para continuarmos “perto” de quem amamos. Aquela criança que ligava a TV nos anos 1980 para ver Os Jetsons e se divertia com George conversando com Jane ou com o Sr. Spacely e o Sr. Cogswell discutindo por videoconferência, hoje usa o smartphone para manter contato.

Em 2020 é possível ver e ouvir muito bem quem está do outro lado da linha assim como antecipou Os Jetsons.

O #sextou acontece de outro jeito. Com bares e restaurantes fechados e cinemas indisponíveis, resta celebrar o início da folga numa videochamada, as lives, tão presentes na pandemia. 

Outras tecnologias de Os Jetsons que existem hoje

Mas não é apenas a videochamada que Os Jetsons anteciparam e que hoje fazem parte da nossa vida.

As tevês de tela plana, os tablets, as câmaras de bronzeamento artificial, os despertadores com comando de voz, a clonagem e até a robô que realiza trabalhos domésticos estão por aí, seja em grande escala ou para poucos privilegiados.

Primeiro smartphone com câmara

O iPhone não aparece em Os Jetsons, mas muitos pensam que o aparelho lançado pela Apple em 2007 por ninguém menos que Steve Jobs foi o primeiro smartphone da história e, consequentemente, o primeiro com câmara dando o pontapé para anos mais tarde termos as videochamadas.

O 9 de janeiro daquele ano mudou radicalmente o mundo da tecnologia com Jobs apresentando um aparelho touch screen – mover ou ampliar as imagens na tela com um simples deslizar de dedos, além de realizar a ligação com apenas um toque –, acesso fácil à internet e câmara traseira de 2MP.  

O aparelho realmente causou um rebuliço no mercado, mas o pioneirismo por ser o primeiro smartphone cabe ao IBM Simon de 1994.

Ele também era touch screen, mas reagia somente ao toque do seu lápis e era uma enorme caixa preta que pesava 510g e cuja bateria durava 60 minutos. 

O IBM Simon inovava por ser o primeiro a combinar tecnologias de computação com telefonia e podia ainda ser conectado a um fax.

Já o primeiro celular com câmara foi o J-SH04 fabricado pela Sharp e lançado pela J-Phone apenas no Japão.

O aparelho pesava 74g e tinha um sensor de somente 0,1 megapixel. Uma coisa bem legal do J-SH04 era poder mandar as fotos do próprio aparelho para outras pessoas, algo banal hoje.  

Aplicativos para videochamadas com clientes

Reprodução/YouTube



Aquela criança que assistia Os Jetsons na televisão, que viu surgir o primeiro smartphone com câmara e o revolucionário iPhone, hoje está no mercado e, provavelmente, em home office.

O mundo do trabalho foi atingido em cheio pela pandemia do coronavírus e as chamadas de vídeo também são uma realidade

Há quem aposte que se trata de um caminho sem volta e, mesmo após a descoberta da vacina, o home office e a videochamada continuarão mais presentes na nossa vida.

Portanto, listamos aplicativos que podem ser usados para se comunicar com os colegas no ambiente corporativo e com os clientes:

Google Duo

Google Meet

Hangouts

JusTalk

Skype

Telegram

Viber

WhatsApp

Zoom

Vale destacar que não pode ser rabugento como o Sr. Spacely. Existem regras de etiqueta para videoconferências corporativas como tomar cuidado com o que se veste, com o ambiente em que se encontra, testar a conexão antes e, sempre, avisar aos outros moradores da sua casa que você estará numa videochamada para o trabalho.

E então, gostou de relembrar a infância com Os Jetsons? Nossos amigos do futuro não tinham como alugar smartphones para a empresa, mas você pode CLICANDO AQUI!

2020-06-24T10:39:56-03:00 24 - junho - 20|Aluguel de smartphones|
WhatsApp chat