br-mobile-aluguel-de-celular-e-tablets-para-todo-brasil-galeria-1

Conheça 4 formas interessantes de usar os tablets em sala de aula

A ampliação do acesso à tecnologia já foi vista como um obstáculo para a educação. Cada vez mais distrações acompanham os alunos, dentro e fora da sala de aula, e os professores nem sempre sabem como lidar com isso. Porém, já são muitas as instituições que adotaram essas novas tendências. Entre elas, o uso de tablets em sala de aula. Confira agora 4 meios de usar essa tecnologia para melhorar o aprendizado.

1. Mapas por meio da internet

Sistemas de posicionamento global não servem apenas para ver o trânsito. É possível estudar o relevo, observar monumentos históricos e ver um pouco de locais muito distantes apenas com alguns toques na tela. Ao usar os tablets em aula para levar os alunos para fora da sala, o professor consegue manter o controle da turma e mostrar algo além de seu velho quadro ao mesmo tempo. Basta que todos possam se conectar à internet.

2. Jogos com propósito educativo

Em 2016, foi publicado um estudo levantado pela Filament Games, uma desenvolvedora especializada em jogos específicos para uso em sala de aula, em parceria com a Sun Praire School District, em Wisconsin, nos Estados Unidos. Nessa pesquisa, foram criados 3 grupos: um apenas faria parte de um jogo educativo, o segundo teria aulas tradicionais e o terceiro combinaria os dois.

Todos fizeram uma prova antes e depois das aulas. Alunos que passaram por um período apenas jogando tiveram aumentos médio de notas de 0.1%. Alunos em educação tradicional tiveram 6% de aumento médio. Já o último grupo, com educação combinada, teve aumento de 10%. O estudo mostra que o professor ainda é a ferramenta mais importante em sala de aula, mas os jogos podem potencializar seu ensino.

Talvez você não tenha à sua disposição um jogo específico para uso em sala de aula, mas existem vários games que envolvem determinadas matérias. Angry Birds, por exemplo, pode ser utilizado para explicar conceitos abstratos de física. Candy Crush pode envolver tanto lógica quanto equações, para calcular pontos. E todos são de fácil acesso para uso em tablets em sala de aula.

3. Atividades de pesquisa rápida

O acesso à internet torna os alunos cada vez mais independentes no que diz respeito à busca por informação. Isso significa que elas não precisam chegar em casa ou abrir muitos livros para encontrar as respostas de que precisam. Usando tablets em sala de aula, os professores podem promover uma atividade rápida de pesquisa, em que cada aluno ou grupo completa uma pequena apresentação ou trabalho usando a internet e planilhas colaborativas. Além de tornar o aprendizado mais ativo, também ensina aos alunos como utilizar suas ferramentas de pesquisa e como avaliar a qualidade de suas fontes.

É importante também que ninguém siga a velha tática da “meia leitura” nem do “copia e cola”. Peça a todos que falem do assunto, façam perguntas e questionem uns aos outros. Correções pontuais e imediatas são mais eficientes do que comentários recebidos no dia seguinte.

4.Trocar mídias e informações instantaneamente

Mais uma vez, quanto maior a demora, mais difícil é assimilar uma informação. Isso vale também para dever de casa e material extra. É raro que uma criança use seu tempo fora da escola para buscar material classificado como “extra” ou “não obrigatório”. Usando tablets em sala de aula, é possível entregar todo o conteúdo de uma vez e discuti-lo na mesma hora. Isso evita que a curva de esquecimento das primeiras 24 horas se intensifique, facilitando o aprendizado.

Achou algum desses métodos interessantes? Então compartilhe estas dicas sobre como utilizar tablets em sala de aula nas suas redes sociais.

box-2071537_1280

Saiba como fazer o transporte seguro de equipamentos eletrônicos

[fusion_builder_container hundred_percent=”no” equal_height_columns=”no” menu_anchor=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”center center” background_repeat=”no-repeat” fade=”no” background_parallax=”none” parallax_speed=”0.3″ video_mp4=”” video_webm=”” video_ogv=”” video_url=”” video_aspect_ratio=”16:9″ video_loop=”yes” video_mute=”yes” overlay_color=”” video_preview_image=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” padding_top=”” padding_bottom=”” padding_left=”” padding_right=””][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding_top=”” padding_right=”” padding_bottom=”” padding_left=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” center_content=”no” last=”no” min_height=”” hover_type=”none” link=””][fusion_text]

Levar equipamentos eletrônicos do ponto A ao ponto B pode não ser uma tarefa das mais fáceis. Assim como o vidro, estamos falando de objetos delicados, que precisam não apenas de manuseio cuidadoso, mas de uma embalagem eficiente e toda uma organização logística adequada para o seu transporte.

Já reparou que, quando se compra um aparelho eletrônico, ele está sempre totalmente protegido dentro da caixa? Se você recebeu seu aparelho sem danos, ele passou por um trabalho de transporte eficiente. Mas você já se perguntou como tudo funciona?

No artigo de hoje, vamos falar sobre o transporte de equipamentos eletrônicos e as práticas mais seguras para transportar produtos de alta tecnologia. Confira!

Fique atento a embalagem

O primeiro ponto que precisamos ficar atentos ao transportar aparelhos eletrônicos é a embalagem. A tradicional caixa de papelão costuma ser a melhor alternativa, fácil de encontrar e de vários tamanhos, mas é preciso analisar qual a melhor opção.

Caixas de papelão com as dimensões exatas do aparelho não são indicadas, já que não oferecem espaço suficiente para adicionar proteção. Recomendamos o uso de caixas um pouco maiores que o aparelho, o que possibilita adicionar plástico bolha ou isopor, além de oferecer um pequeno espaço interno para que o dispositivo não fique totalmente rígido lá dentro. Um pouco de “folga” é o ideal.

Preencha espaços vazios

Não é bom deixar aparelhos eletrônicos totalmente fixos dentro da embalagem, por outro lado, deixá-los soltos demais ou com muito espaço vazio dentro da embalagem também está longe do ideal.

Nunca deixe espaço excessivo dentro da caixa: ele permite que os equipamentos se desloquem muito dentro da embalagem, algo que, certamente, queremos evitar. Utilize amendoins de isopor (também conhecidos como loosefill peanuts), plástico bolha e saquinhos de ar para preencher esses espaços.

Identifique a embalagem como frágil

Uma caixa sem identificação pode significar qualquer coisa para quem a manipula, já uma caixa com adesivos de “frágil” e “sensível” garantem cuidado extra. Dessa forma, procure sempre utilizar adesivos indicando se o conteúdo daquela embalagem é frágil ou não. Você estará adicionando ainda mais proteção aos seus produtos.

Reforce a embalagem oficial

Em muitos casos, é possível manter a embalagem original do produto – mas ela também precisa de proteção. Coloque a caixa original dentro de outra maior, de papelão, e cubra todos os espaços com os itens de proteção já citados.

Meios de transporte

Como estamos falando do transporte de equipamentos eletrônicos sensíveis, é importante ficar atento à segurança dos aparelhos durante a viagem. Tudo vai depender do nível de fragilidade e quantidade.

O transporte aéreo é indicado para aparelhos extremamente sensíveis, já o transporte rodoviário é mais indicado para grandes quantidades se a estabilidade não for um problema. É preciso levar em consideração a qualidade das estradas, que podem ser ruins em alguns lugares. Trace rotas e veja qual oferece mais segurança!

Condicionamento de embalagens

É importante ficar atento em como os aparelhos serão condicionados durante o transporte, já que pode haver um limite no empilhamento. Equipamentos eletrônicos são delicados, impossibilitando que sejam armazenados em grandes pilhas. As caixas dos produtos possuem informações sobre o tipo de condicionamento durante o transporte, basta seguir essas instruções.

Transportar equipamentos eletrônicos não é uma tarefa difícil, apenas pede um certo nível de organização e cuidado. Já se perguntou como um tablet que esteve na China há duas semanas está agora na sua mão são e salvo? Transporte de qualidade é a resposta.

Se você gostou desse artigo sobre transporte de equipamentos eletrônicos, ele também pode ser muito útil para outras pessoas. Não deixe de compartilhar nas suas redes sociais!

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]
touch-screen-1023965_1920

Os 5 melhores aplicativos para te ajudar na organização de eventos

[fusion_builder_container hundred_percent=”no” equal_height_columns=”no” menu_anchor=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”center center” background_repeat=”no-repeat” fade=”no” background_parallax=”none” parallax_speed=”0.3″ video_mp4=”” video_webm=”” video_ogv=”” video_url=”” video_aspect_ratio=”16:9″ video_loop=”yes” video_mute=”yes” overlay_color=”” video_preview_image=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” padding_top=”” padding_bottom=”” padding_left=”” padding_right=””][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding_top=”” padding_right=”” padding_bottom=”” padding_left=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” center_content=”no” last=”no” min_height=”” hover_type=”none” link=””][fusion_text]

Criar, planejar e executar um evento envolve tantas tarefas que muitas vezes requer diversas pessoas para que tudo saia dentro dos conformes. Porém, nem sempre é possível contar com o auxílio de assistentes por motivos diversos. Nessa situação é que é preciso simplificar e automatizar processos para que você não fique sobrecarregado. Existem muitos aplicativos capazes de auxiliar na organização de eventos.

Selecionamos para você os 5 melhores, vamos conhecê-los?

Sympla

O Sympla é um serviço online para a venda de ingresso para eventos, feiras, workshops e outros. Através dele, é possível divulgar seus eventos na cidade para que qualquer usuário da plataforma veja o que está acontecendo. Você pode optar por disponibilizar gratuitamente os ingressos ou cobrar um valor. Cada página de evento traz a descrição sobre ele, há possibilidade de falar com o produtor, tem o endereço, mapa e atalho para compra do ticket.

Sympla Check-in

Ferramenta do Sympla (disponível apenas para Android, por enquanto), que possibilita que seus convidados façam o check-in pelo smartphone ou tablet. É possível acompanhar a chegada do público em tempo real e definir que tipo de ingressos terão acesso em cada entrada.

Google Agenda

Talvez o Google Agenda não seja o primeiro aplicativo a ser lembrado por organizadores de evento, porém sua funcionalidade de agendar tarefas a cada minuto é um grande aliado. Essa ferramenta permite a fácil mudança de dias e horários, o que economiza tempo.

O Google Agenda oferece recursos para que o usuário atribua tarefas a outras pessoas e ainda, possibilita configurar alarmes e notificações para o tempo que achar necessário. Além disso, é possível criar agendas específicas para cada evento, mantendo assim sua total organização.

Evernote

O Evernote é um aplicativo de organização de eventos que permite criar cadernos para cada acontecimento e neles adicionar notas, fotos, áudios de voz, recortes de páginas, vídeos, entre outros. Ele permite fazer anotações sobre qualquer imagem inserida e também capturar prints.

É uma excelente alternativa para salvar referências na rua (mesmo que você não tenha Internet, pois ele guarda para sincronizar com sua conta quando acessar). O serviço também está disponível para acesso através de navegadores em desktops.

Zoho CRM

O Zoho CRM é um aplicativo ótimo para criar listas de contatos. Com os contatos coletados através do Sympla, por exemplo, é possível exportá-los juntamente com seus dados (cidade, idade, preferências e outros) e importar no Zoho.

A partir disso, você consegue filtrar para fazer e-mail marketing dos seus eventos. Também é possível criar listas de fornecedores.

Roteador

Certamente um dos maiores medo de produtores de eventos é ficar sem Internet quando mais se precisa. O aplicativo Roteador permite compartilhar a conexão do seu celular através de cabo USB, Bluetooth ou Wi-Fi com seu desktop.

Além desses, há inúmeros outros aplicativos que podem ajudá-lo em outros aspectos. Basta que você se adapte aos poucos para que consiga obter o melhor aproveitamento de todos os recursos que eles podem oferecer. Utilize a tecnologia ao seu favor e não tenha dores de cabeça!

Assine nossa newsletter e descubra muito mais sobre a organização de eventos!

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]